{Resenha} A Culpa é das Estrelas



Sinopse

Hazel é uma paciente terminal. Ainda que, por um milagre da medicina, se tumor tenha encolhido bastante — o que lhe dá a promessa de viver mais alguns anos —, o último capítulo de sua história foi escrito no momento do diagnóstico. Mas em todo bom enredo há uma reviravolta, e a de Hazel se chama Augustus Waters, um garoto bonito que certo dia aparece no Grupo de Apoio a Crianças com Câncer. Juntos, os dois vão preencher o pequeno infinito das páginas em branco de suas vidas.

Resenha

Desde o lançamento do livro, me vejo lendo vários comentários super positivos, e bem poucos negativos. Então não aguentei esperar para comprá-lo e li ele pelo computador mesmo.
 
Hazel Grace, “Só Hazel, por favor!“, é uma garota de 16 anos com uma doença terminal que a acompanha desde os 13 anos, que está se “encolhendo”, apesar disso só tem alguns anos de vida.  Ela abandonou a escola e todo tipo de lazer e diversão que frequentava, e passava a tarde assistindo à um programa na TV: America’s Next Top Model.

Na verdade, Hazel já veem a muito tempo com seu destino aceito, o que lhe deixa culpada, é a forma como seus pais enfrentam esse problema, e por isso não se apega às pessoas, para não deixá-las magoadas quando ela partir. Além de ter que carregar um cilindro de oxigênio por todo tempo.

Por insistência de sua mãe, Hazel vai para um Grupo de Apoio para jovens com câncer, não era sua primeira vez na reunião. Mas, era a primeira de Augustus Waters. Gus é lindo e possui sua cota de sofrimento ao perder uma perna por causa do câncer. Ele é amigo de Isaac, um menino cego que dividia suspiros com Hazel nas reuniões, e se aproxima da garota.

A paixão de Hazel é o livro “Uma Aflição Imperial” do autor Peter Van Houten, que no final do livro deixa várias questões sem respostas, indignada como fã do autor, a menina escreve várias cartas, sem respostas, e agora seu sonho é conhecer pessoalmente Peter, e lhe fazer as destemidas perguntas, para sua vida seguir completa.

Unidos pela doença, Hazel e Augustus vão a uma aventura que se encontra em Amsterdã, à busca do autor Peter Van Houten.

Achei particularmente o livro incrível, fora as misturas e reviravoltas que acontecem durante a trama, tem romance, aventura, drama, suspense, de tudo um pouco. O autor me surpreendeu, superando minhas expectativas do livro. Foi com A Culpa é das Estrelas inclusive que o meu gosto pela leitura se despertou, obrigado por existir John Green.


Outras Capas

 



2 comentários:

  1. Eu amo esse livro, chorei horrores quando li, minha mãe até se assustou! kkk
    Eu conhecia algumas das capas, mas n todas. Gostei bastante da última, em coreano, japones, chinês, não sei kkkkkk
    E sim, de fato, obrigado por existir John Green!
    Já adicionei seu blog entre os parceiros!
    Tem postagem nova no meu blog, espero sua visita e comentário
    bjs

    -TÍTULOS DE LIVROS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ju, tambem derramei rios pelos olhos, tem várias outras capas por aí ainda. Obrigado por avisar, visitarei sim. Bjs,

      Excluir

Livros e Estrelas

Desde: 01/2014
Publicações:
22
Comentários:
54
Ocorreu um erro neste gadget